sábado, 12 de fevereiro de 2011

« ÓBIDOS ... A MECA DO CHOCOLATE »



.

Festival Internacional de Chocolate - 17 de Março a 3 de Abril de 2011

Chocolate. Uma palavra mágica que em Óbidos assume um significado muito especial. O Festival Internacional de Chocolate de Óbidos, desde a primeira edição é o maior evento organizado pelo município.

Todos os anos cerca de 200 mil pessoas visitam o certame que tem vindo a subir a qualidade de oferta. Mais espaço, mais actividades, mais esculturas em chocolate…mas a mesma magia!


 >o<




Nos dias mais frios e cinzentos do ano, o chocolate é uma tentação difícil de resistir. Apesar de ainda faltarem alguns meses para o Verão, é importante não cair em abusos que possam comprometer a linha.

No fundo, os diferentes tipos de chocolate (de leite, preto, branco, em pó etc.) distinguem-se pela quantidade de pasta de cacau, açúcar, leite ou manteiga de cacau. Por exemplo, os chocolates amargos ou escuros possuem menos açúcar adicionado e têm teores mais elevados de pasta de cacau. Já o chocolate branco deve a sua cor ao facto de ser feito com manteiga de cacau (em vez de pasta), leite e açúcar. E o chocolate de leite, como o nome indica, é preparado com percentagens variáveis de leite, cacau e açúcar. A diversidade de receitas é enorme (tabletes, bombons, com café, caramelo, frutos secos ou recheios de fruta), o que faz variar os valores calóricos.

Mas há mais no chocolate para além do seu açúcar e gordura! O chocolate é rico numa série de substâncias que estimulam o nosso sistema nervoso. Teobromina e feniletilamina podem ser nomes complicados de pronunciar, mas a sua acção é bem conhecida. Estas substâncias estimulam a produção de serotonina, um neurotransmissor associado à sensação de prazer e bem-estar!

O chocolate também contém pequenas quantidades de cafeína e, numa altura em que tanto se fala de antioxidantes, há  que referir que o chocolate, sobretudo o amargo, tem um teor significativo de polifenóis.

Mas quando se fala em chocolate, fala-se sobretudo de «prazer», motivo mais que suficiente para fazer parte da nossa alimentação.

Os alimentos não são "bons" ou "maus" - a forma como os incluímos nos nossos hábitos é que pode ser mais ou menos adequada. Mais do que banir o chocolate, importa aprender a comê-lo. 

Não interessa que ande a contar as calorias ou que escolha certo tipo de chocolate apenas porque tem menos calorias.

É preferível escolher o seu chocolate preferido, mas ter atenção à quantidade ingerida e aos momentos em que o come!

Um quadradinho de vez em quando, dificilmente fará mal a alguém! Assim, aprender a introduzir esta delícia no contexto global da nossa alimentação é fundamental para qualquer apreciador poder  desfrutar o seu prazer... sem complexos de culpa!

A seguir, exponho dois vídeos, para quem gostar de chocolate e de conhecer terras com muita história. 

Trata-se, como o título indica, da Vila de Óbidos e o seu tradicional festival do chocolate. Achei bem, chamar-lhe, provisoriamente, a MECA do CHOCOLATE!

Os alertas, quanto aos excessos, estão narrados em cima. As belezas doces e arquitectónicas, estão em baixo:

BOM  APETITE.... E   BOA   VIAGEM.






3 comentários:

Swt disse...

Às vezes sou do Contra Futebol Clube. Como neste caso! Mas, até já escrevi sobre isso, aborrece-me Óbidos andar sempre a arranjar " Mundialitos"!!! Ele é a Feira do Chocolate, Feira do Natal e das Crianças...
Se são localidades que ganham prestígio por serem únicas, na sua simplicidade histórica, para quê contrariarem isso e banalizarem-se?? Qualquer centro comercial de zonas urbanas fazem essas feiras amiúde...

Luisa disse...

César,

Nunca fui a Óbidos por estas alturas. Porque sou chocoólica e porque não gosto destas iniciativas. Óbidos não merecia...

Beijinho

Maria Ribeiro disse...

César: gosto da doçura deste post, embora seja pouco comedora de chocolate-que adoro!-por causa do medo de excessos!
De vez em quando, faço "um voo picado" e ,depois, fico em dieta...
Beijinho
LISA