sábado, 20 de novembro de 2010

« EPITÁFIO à MEMÓRIA do MARQUÊS de POMBAL »

Sebastião José de Carvalho e Melo
.
MARQUÊS de POMBAL
.
(1699-1782)

.
Olhar em graffito pintado no muro das traseiras da Escola D. João V - da Damaia
AMADORA


Clicar em baixo:
.
http://odeith.com/pt/graffiti/murais/terramoto-no-marques-de-pombal.html

.
Praça
do
Marquês
de Pombal



.

EPITÁFIO


.

Aqui jaz
Sebastião José de Carvalho e Melo
Marquez de Pombal
Ministro e Secretário de Estado
de D. José
Rei de Portugal;
O qual reedificou Lisboa,
Animou a Agricultura,
Estabeleceu as Fábricas,
Restaurou as Sciencias,
Estabeleceu as Leis,
Reprimiu o Vício,
Recompensou a Virtude,
Desterrou o Fanatismo,
Regulou o Thesouro Real,
Fez respeitada a Soberana Authoridade;
Cheio de Glória,
Coroado de louros,
Opprimido pela Calumnia,
Louvado pelas Nações Estrangeiras:
Como Richelieu
Sublime em projectos,
Igual a Sully na vida, e na morte:
Grande na prosperidade,
Superior na Adversidade,
Como Philosopho,
Como Heroe,
Como Christão,
Passou à Eternidade
No Anno de 1782,
Aos 83 da sua idade
E no 27 da sua Administração.


.


.Acerca desta lápide escreveu-se: « Seu corpo jaz depositado em um celebre mausoleo que existe ao lado direito da capela mor dos frades capuchos da referida Vila (Pombal) aonde não apparece por se haver prohibido o uso, e leitura de um Epitafio feito para a sua sepultura»

.
.
Frei Francisco Martins (Capucho), confessor do Marquês a seu pedido e durante a agonia... escreveu assim o que deveria gravar-se na jazida do estadista:

.
.
Hic jacet Ille Minister
Qui conctictis notus in orbe fuit
Mortuus ecce silet sua verum facta loquntur
Isto majorem tempora nulla dabunt



.TRADUÇÃO:
.
[Aqui jaz aquele ministro, que por todos conhecido, foi em todo o Mundo; e posto que aqui morto está calado, as suas obras porem perpetuamente estão falando, Ministro maior do que este foi, nem o presente seculo, nem finalmente os futuros hão-de produzir».]


.

A Câmara Municipal de Lisboa
descerrou esta lápide
à
memória do Marquês

no ano de
1923

2 comentários:

Luisa disse...

Talvez precisássemos de um homem como este.

Beijinhos

Luísa

César Ramos disse...

Luísa,

Homens como este, deve haver! Porém, ele foi eficaz, se assim se pode dizer, numa época em que imperava o Quero, Posso e... Mando!

Hoje, outros poderes mais altos se levantam!

Bjos.
César