sexta-feira, 21 de maio de 2010

« (...) SUBSÍDIO ANTIGO... PARA CRISES... »


Marco Túlio Cícero
Estadista, Orador
e
Filósofo romano
(106 A.C. - 43 A.C.)



.

Marco Túlio Cícero no Senado romano
.

... O Orador ...


= x =

.Todas as sociedades e civilizações já passaram por muitos momentos de crise económica.
.
Portugal, e olhando bem... a Europa, atravessa momentos de severa crise financeira e económica, provocada por causas que todos conhecemos [ou não].
.
As civilizações antigas superaram esses momentos críticos; e Portugal... que já trilhou tantas vezes estes caminhos de penúria,... saberá sair desta crise que compromete o presente e o futuro do País?!
.
No ano 55 A. C., Marco Túlio Cícero deixou para a posteridade palavras sensatas que parece nada adiantar no que concerne aos benefícios que se deveriam extrair da História:
.
«O Orçamento Nacional deve ser equilibrado. As dívidas Públicas devem ser reduzidas, a arrogância das autoridades deve ser moderada e controlada. Os pagamentos a governos [estrangeiros] devem ser reduzidos, se a Nação não quiser is à falência. As pessoas devem novamente aprender a trabalhar, em vez de viver por conta pública.»
Marcus Tullius, Roma 55 a.c.

.
Sei que há-de aparecer alguém a dizer, que está toda a gente farta de saber este discurso do tal Estadista romano, e que gastei tinta e Latim para o boneco!
.
OK! Então... alguém que explique porque é que toda a vida temos de ser os coitadinhos por tradição - mais uma tradição? -, e justifique a razão porque tantas vezes repetente, Portugal e os portugueses têm de ser os maus alunos de sempre...!
.
Nunca mais se aprende? E os puxões de orelhas são sempre aplicados aos mesmos?
.
Nos futebóis,... quando o treinador não presta, é... mandado embora!
Neste espaço [país] de "quatro linhas "... nunca se mostra lenços brancos a ninguém?
.
Percebe-se: só temos direito à bandeira negra da fome (...)

Sem comentários: