quarta-feira, 19 de maio de 2010

« (...) PRINCÍPIOS,... QUE "JUSTIFICAM" OS FINS...! »

O antigo e sábio método do... "não me comprometam..."
A campanha eleitoral será assim... mais mediática e demagógica


.
O voto é a arma do povo, para nossa protecção... e baluarte do nosso bem estar...
.

As "alianças" que unem o que Deus nunca quis unir!

Dando largas a uma ambição tão infrene como mal avaliada, o Presidente da República, de uma assentada, deu cabo da sua fama de “homem de princípios” e de uma boa parte do seu eleitorado.

Católico, inimigo, ao que se julgava, dos novos conceitos de “família”, pisou a sua própria dignidade e a daqueles que nele acreditavam enquanto defensor e garante de tais princípios.

Aqui há uns anos, S.M. o Rei dos Belgas, posto perante semelhante caso, abdicou por um dia, a fim de se não corresponsabilizar numa decisão que ofendia gravemente a sua postura moral.

A única atitude de semelhante altura que o Professor Cavaco Silva podia tomar seria a de vetar a lei do “casamento” dos chamados homossexuais.

Era sabido que a maioria de esquerda no Parlamento a faria passar. Mas o Presidente podia continuar a olhar para o espelho e a gostar do que via, assim como aqueles que comungam de convicções semelhantes, religiosas ou meramente civis, veriam nele alguém de recta coluna vertebral.

Ainda por cima, para agradar a gregos e a troianos, o Presidente veio reafirmar as suas opiniões sobre o assunto, para depois se borrifar neles… por causa da crise!

O que terá a crise a ver com tais “casamentos” é coisa que não passa para o lado de fora do presidencial bestunto.

Ou então, é coisa que o presidencial bestunto sabe tão bem como nós, mas que, almejando uns votos mais, meteu na gaveta.

É feio. Muito feio.

Cavaco Silva, com isto, não vai buscar nem mais um voto à esquerda e perde uma data deles à direita e ao centro.

É de pensar que, no presidencial raciocínio, deve ter vingado a ideia de que essa gente, se não votar nele, não tem em quem votar.

Como o futuro o dirá, engana-se. E é bem feito!

19.5.10

Autor: António Borges de Carvalho

Fotos: Seleccionadas na Internet

Sem comentários: